Thumbnail Image

Capacitar os consumidores para efetuar escolhas alimentares saudáveis, apoiando os sistemas alimentares sustentáveis










Related items

Showing items related by metadata.

  • Thumbnail Image
    Brochure, flyer, fact-sheet
    Ciência, inovação e transformação digital a serviço da segurança alimentar 2018
    As descobertas científicas, inovações técnicas e a aplicação da tecnologia digital têm o potencial de contribuir para uma transformação estrutural em grande escala dos sistemas alimentares. Em segurança alimentar e controle de processos, como acontece em outras áreas, os avanços técnicos sobrepassam a compreensão de como usar esses avanços da forma mais vantajosa e também de saber como estes devem ser regulados. Considerando a necessidade de se produzir mais alimentos, de forma mais segura e sob a pressão gerada pelas mudanças demográficas e na dieta, alterações climáticas, inovações como os novos métodos analíticos, biotecnologias de edição de genes e novas formas de produção de alimentos podem gerar sistemas alimentares mais resilientes e eficientes. Ao mesmo tempo, avanços científicos importantes como o Sequenciamento Completo do Genoma (Whole Genome Sequencing, WGS), prometem melhor identificar, caracterizar, determinar e responder aos riscos em potencial, além de prevenir e reduzir riscos na cadeia alimentar. Não é necessário que as inovações sejam complexas para causar impacto: há muitas oportunidades para adaptar e promover tecnologias que tenham impacto positivo, especialmente em países de renda baixa. Outro papel importante para a ciência é o de produzir as melhores evidências para informar os tomadores de decisões, o setor privado e os consumidores. Atualmente, uma boa parte da priorização e gestão da segurança alimentar carece de base científica e portanto pode não estar representando o melhor uso dos escassos recursos. Obstáculos e oportunidades para a implementação igualitária de descobertas científicas essenciais e pela digitalização responsável de sistemas alimentares precisam ser explorados a partir da perspectiva do impacto na segurança alimentar, acessibilidade e sustentabilidade no nível global, com atenção para o grau de preparo dos marcos regulatórios e aceitação pelos consumidores.
  • Thumbnail Image
    Brochure, flyer, fact-sheet
    Sistemas alimentares seguros e sustentáveis em época de mudanças climáticas aceleradas 2019
    O mundo enfrenta obstáculos globais sem precedentes que impactam a sustentabilidade dos sistemas agrícolas e alimentares e os meios de vida dos pequenos proprietários rurais e dos agricultores familiares em todo o globo. Os problemas incluem o esgotamento dos recursos e os impactos negativos da degradação ambiental, tais como a desertificação, seca, degradação do solo, escassez de água, poluição e a perda de biodiversidade, mudanças climáticas e o aumento contínuo da população mundial. Tais desafios em conjunto, representam uma séria ameaça à segurança alimentar. A fome e a desnutrição crônica aumentam e doenças preveníveis transmitidas por alimentos seguem afetando milhões anualmente. Estima-se também que até 2050 a crescente população mundial poderá exigir em alimentos o dobro do produzido em 2012. Um problema exacerbado pela perda ou desperdício de cerca um terço dos alimentos produzidos globalmente , a maior parte atribuível a pontos fracos na segurança alimentar e gestão de qualidade nas cadeias de valor. Portanto, todos os setores agrícolas: culturas agrícolas, pecuária e aquicultura se encontram numa encruzilhada. E os aumentos na produtividade agrícola exigem que os impactos ambientais negativos sejam não só minimizados, mas revertidos. Isso representa uma mudança do paradigma agrícola na direção de uma intensificação sustentável preparada para choques e alterações, tais como a variabilidade climática e crises emergentes e re-emergentes em segurança alimentar. São necessárias respostas no nível nacional, internacional e intersetorial, bem como políticas, em capacitação e inovação, além de incentivos para se enfrentar as incertezas na segurança alimentar, associadas ao passo acelerado das mudanças naturais, tecnológicas, demográficas e sociais.
  • Thumbnail Image
    Document
    Igualdade de Género e Direito à Terra e aos Recursos Naturais: Guião Técnico para Agentes de Desenvolvimento 2013
    Also available in:
    No results found.

    O acesso à terra e aos recursos naturais é fundamental para a segurança alimentar e bem-estar de todos os povos. Em muitos países onde as mulheres são a principal força de trabalho na agricultura, a segurança dos seus direitos sobre a terra é uma condição indispensável para a segurança alimentar e o desenvolvimento socioeconómico do agregado familiar. Infelizmente, em muitos países, incluindo Moçambique, estes direitos, de facto, não são tão seguros. Muito embora a igualdade entre homens e mulheres seja um direito consagrado na Constituição, a grande maioria das mulheres, no contexto costumeiro e especialmente nas zonas rurais, não conhece na prática este direito. Outro aspecto que é também desconhecido pela maior parte das pessoas, é que a igualdade de género, ou seja, a igualdade entre homens e mulheres, é um factor fundamental para o desenvolvimento de toda a sociedade, e da família em particular. Neste guião técnico, as questões de género serão estudadas e relacionadas com a legislação existente para promoção do equilíbrio nas relações entre homens e mulheres. Através do entendimento de uma série de conceitos e leis, e da análise da situação de género em Moçambique, os leitores, como agentes de desenvolvimento comunitário ou rural, aprenderão a utilizar as ferramentas certas para promoção de mudanças que garantirão a justiça social entre os cidadãos, e contribuirão para o desenvolvimento socioeconómico do país.

Users also downloaded

Showing related downloaded files

No results found.