Thumbnail Image

Interacção do género, da agrobiodiversidade e dos conhecimentos locais ao serviço da segurança alimentar - Manual de formação









Also available in:

Related items

Showing items related by metadata.

  • Thumbnail Image
    Book (stand-alone)
    Um manual para identificação, avaliação e relato de outras medidas eficazes de conservação baseadas em área na pesca marítima 2024
    A interseção entre o uso sustentável dos recursos naturais e a conservação da biodiversidade é fundamental para o bem-estar humano, conforme articulado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) e suas metas. A biodiversidade é essencial para a segurança alimentar, a nutrição e os meios de subsistência de milhões de pessoas em todo o mundo, e o declínio global da biodiversidade levou a uma atenção cada vez mais urgente sobre as formas de proteger a diversidade da vida e a função dos ecossistemas socioecológicos. As medidas de gestão espacial têm um papel fundamental a desempenhar nesse sentido. O uso de medidas espaciais na gestão das pescas oferece um caminho claro para a conservação da biodiversidade oceânica e, ao mesmo tempo, contribue para o bem-estar humano. Muitas dessas medidas geram resultados que se alinham aos ODSs e à visão da Convenção sobre Diversidade Biológica (CBD) 2050 para a biodiversidade e estão em conformidade com a descrição da CBD de outras medidas eficazes de conservação baseadas em áreas (OMEC). A FAO, reconhecendo o vínculo vital entre biodiversidade e meios de subsistência, segurança alimentar e serviços ecossistêmicos que sustentam o bem-estar humano, tem o compromisso de promover soluções práticas para os desafios ambientais. Ao fornecer orientação sobre a identificação de medidas eficazes para promover a conservação e, ao mesmo tempo, garantir o uso sustentável dos recursos naturais, a FAO pode aumentar o reconhecimento da contribuição da gestão das pescas a proteção e a melhora do estado de conservação da biodiversidade e, portanto, sua contribuição para o alcance dos objetivos de Melhor Produção, Nutrição, Ambiente e Vida, promovidos pela FAO. Este manual descreve características-chave de OMECs em áreas marinhas e delineia um processo básico para sua identificação, avaliação e apresentação para catalisar e/ou reconhecer ainda mais o envolvimento da gestão das pescas na proteção da biodiversidade.
  • Thumbnail Image
    Brochure, flyer, fact-sheet
    Folheto: Manual de Negócios OCDE-FAO sobre Desmatamento e Devida Diligência para Cadeias de Fornecimento no Setor Agrícola 2023
    Este manual foi desenvolvido pela OCDE e pela FAO para ajudar empresas a incorporarem considerações sobre desmatamento e degradação florestal em seus procedimentos de devida diligência corporativa. Ele se baseia no amplo trabalho e experiência da FAO no combate ao desmatamento e a degradação florestal e na promoção de uma governança responsável da posse da terra. O manual é construído com base nas principais normas internacionais, respaldadas pelos governos, em relação à devida diligência para cadeias de fornecimento e conduta empresarial responsável. São eles: as Diretrizes da OCDE para Empresas Multinacionais, o processo de diligência devida descrito na Guia OCDE‑FAO para Cadeias de Fornecimento Responsáveis no Setor Agrícola e a Guia da OCDE de Devida Diligência para uma Conduta Empresarial Responsável. Este manual demonstra como as Diretrizes OCDE-FAO podem ser utilizadas para abordar o problema do desmatamento, contextualizando-as com as recomendações existentes e guiando os leitores para fontes úteis de informação sobre devida diligência.
  • Thumbnail Image
    Document
    Sistema de Alerta Prévio de Base Comunitária: Práticas Fundamentais para Implementadores de RRC 2014
    Also available in:

    As ameaças naturais e seus impactos sobre as populações afetadas podem variar no tempo e no espaço: as ameaças naturais podem ocorrer subitamente ou obedecerem a um processo lento, mas ambas manifestações reúnem o potencial de devastar toda uma comunidade, país ou região. As ameaças de começo lento são os que ocorrem em resultado de um evento único com um sinal de alerta ténue ou nenhum alerta, tais como os tsunamis e os terramotos e impõe limitação a capacidade de reação das comunidades e insti tuições. Os Sistemas de Alerta Prévio (SAP) são as molas impulsionadoras utilizadas para limitar a perda de vidas e de meios de subsistência resultantes de ameaças e desastres. O presente documento procura demonstrar a evolução dos SAP a partir de um processo centralizado até à sua transformação em algo que associa a tecnologia e o conhecimento e experiências locais para incrementar a complementaridade e transformar-se numa ferramenta centrada nas populações e consequentemente de mais acrescido impacto no terreno.

Users also downloaded

Showing related downloaded files

No results found.