Thumbnail Image

As nossas ações são o nosso futuro

Melhor produção, melhor nutrição, melhor ambiente e melhor qualidade de vida











Related items

Showing items related by metadata.

  • Thumbnail Image
    Brochure, flyer, fact-sheet
    Nossas ações representam o futuro - Dietas saudáveis para um mundo de #FomeZero 2019
    Durante décadas o mundo progredia no combate à fome. Agora, o número de pessoas subalimentadas está de novo a aumentar. Mais de 800 milhões de pessoas, isto é, aproximadamente uma em cada nove, passa fome. Mas a segurança alimentar nos nossos dias não é apenas uma questão de quantidade, mas também de qualidade. As dietas não saudáveis passaram a ser o principal fator de risco de doenças e morte em todo o mundo. Há necessidade urgente de tornar as dietas saudáveis e sustentáveis economicamente acessíveis a todos.
  • Thumbnail Image
    Booklet
    Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e no Caribe 2017
    Also available in:

    Esta publicação é o primeiro passo em uma série de esforços coordenados entre a FAO e a OMS para acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável, de modo que nossos Estados-Membros possam alcançar o Objetivo 2 dos ODS. Esperamos que este esforço também sirva de motivação para que os governos, as agências internacionais de desenvolvimento, os doadores, o setor privado e sociedade civil coordenem medidas para acabar com a fome e a desnut rição. Este texto é o resumo executivo da edição 2016 do Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e no Caribe, uma publicação anual preparada pelo Escritório Regional para América Latina e o Caribe da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e do Escritório Organização Pan-americana da Saúde (OPAS)/Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde (OMS). Para fins de comunicação e divulgação, foram removidos do texto todas a s referências e citações bibliográficas, que podem ser encontradas no documento completo Panorama (em espanhol).

  • Thumbnail Image
    Book (stand-alone)
    Estratégia regional da FAO para a colaboração com os povos indígenas e afrodescendentes na América Latina e no Caribe 2023
    Also available in:

    Esta estratégia regional é o resultado de um amplo processo de diálogo intercultural realizado com várias organizações que representam os Povos Indígenas e Afrodescendentes e seus líderes na América Latina e no Caribe, quase inteiramente no contexto da pandemia desde o início de 2020. O caminho percorrido foi repleto de processos de diálogo com múltiplas pessoas e setores envolvidos, debates, aprendizado, marchas e retrocessos, acordos e várias decisões em que, em todos os momentos, prevaleceu o caráter de um processo intercultural que exige abertura e respeito às diferenças e à diversidade, guiado pelo compromisso da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) de alcançar a transformação em direção a sistemas agroalimentares mais eficientes, inclusivos, resilientes e sustentáveis para uma melhor produção, melhor nutrição, um melhor ambiente e uma vida melhor, de modo que ninguém seja deixado para trás. O documento passou pelo desafio de integrar diferentes mandatos e diretrizes que regem e orientam as ações da FAO, tais como: as prioridades identificadas pelos governos dos países na 36a sessão da Conferência Regional para a América Latina e o Caribe, o novo Marco Estratégico da Organização (2022-2031), a Política da FAO sobre os Povos Indígenas e Tribais (FAO, 2011) e o Plano Global de Trabalho da FAO com os Povos Indígenas (2017). Com base nisso, o Escritório Regional da FAO para a América Latina e o Caribe elaborou uma proposta inicial para essa estratégia regional, que foi submetida à consulta de diferentes atores da região (referentes aos povos indígenas e tribais). A proposta foi submetida à consulta de diferentes atores dentro (referentes das iniciativas regionais, colegas de diferentes países, áreas de trabalho e projetos) e fora da Organização (organizações que representam os Povos Indígenas e Afrodescendentes em nível regional e nacional, bem como líderes indígenas, instituições governamentais relevantes e outras agências do Sistema das Nações Unidas etc.). Como mencionado acima, 90% da consulta foi realizada em tempos de pandemia de COVID-19 e alienação social, um contexto que levou a Organização a inovar em termos estratégicos, metodológicos e tecnológicos. Comentários, sugestões e observações foram recebidos por e-mail, por telefone e em reuniões on-line (usando diferentes plataformas digitais, em instâncias individuais e em grupo).

Users also downloaded

Showing related downloaded files

No results found.